Os Barbixas – Improvável — Frases (com Mauricio Meirelles e Gustavo Miranda)– “Ô diabo, morre!”

0:00
É o “Jogo das Frases”! Quem joga?
0:06
Por favor, Gustavo e Anderson vão jogar o “Jogo das Frases”.
0:11
Como funciona? Vocês escreveram nessa caixa aqui algumas frases antes de começar o espetáculo.
0:17
Eu vou pedir para cada jogador pegar duas frases…
0:22
E colocar no bolso.
0:25
O que vai acontecer?
0:27
Eles vão ter que improvisar uma cena, e durante a cena eles vão ter que usar essas frases,
0:31
e tem que fazer algum sentido na cena. Certo?
0:35
É o “Jogo das Frases” Eu vou pedir um tema pra vocês…
0:40
Na verdade, não. Vou pegar daqui, vai ser uma das frases que vocês escreveram.
0:45
Que é… ‘Ah, morre diabo’.
0:53
‘Muere diablo’!
0:57
Certo?
0:58
Então é o “Jogo das Frases”, o tema é ‘morre diabo’ e começa agora.
1:11
Bem vindo!
1:14
Bem vindo, pode sentar…
1:21
Pegue minha mão…
1:23
A quem você quer chamar?
1:26
Meu… Meu tio. Ele… Ele faleceu num acidente…
1:32
Qual é o seu nome?
1:34
– Meu nome é Carlos… – Carlos, bem vindo.
1:36
Mas quando… Se ele vier aqui, você tem que falar pra ele que…
1:40
Não arranhe meus dedos.
1:43
– Claro… – Porque ele era muito violento e ficava arranhando meus dedos…
1:48
Violento? É perigoso evocar uma pessoa que foi violenta.
1:52
– Mas eu preciso de uma resposta dele sobre uma coisa. – Vamos tentar. Fala de quê.
1:56
– Hã? – Fala…
1:58
O quê?
2:07
[gemidos]
2:10
[grunhidos]
2:13
– Tio? – [voz de velho] Meu sobrinho…
2:17
– Tio… – Escuta… São animais que voam!
2:24
– São animais que voam! – São animais que voam!
2:28
[grunhidos] Não! Volta, tio! Volta!
2:33
[normal] Calma! Descanso…
2:38
– São animais que voam! – É isso que falou ele?
2:40
– É perigoso! – Não, é isso que eu precisava saber…
2:45
Quais são os animais que ele cultivava, pois ninguém sabia com o que ele trabalhava!
2:51
E… É tudo lógico, calma que eu vou explicar!
2:57
Nós estávamos em dúvida com o que ele trabalhava, e com animais que voam…
3:01
E ele trabalhava numa vinícola! Numa avícola!
3:21
– Que isso… – Não é possível…
3:23
Eu vou ver como ele termina!
3:28
– Qual o nome dele, do seu tio? – Eu não lembro!
3:32
– Não lembro… – Ele… Ele plantava animais!
3:39
– Não lembro… – Na vinícola!
3:44
Os animais ficavam enterrados!
3:48
– Um problema! – O quê?
3:49
– Você falou errado! – Isso! Foi isso mesmo!
3:55
– Falou errado! – Ô diabo, morre!
3:58
[campainha e aplausos] Porra! Não enche o saco!
4:09
O Daniel ficou!
4:12
Não dá! Tem certas coisas que a gente não pode passar por cima!
4:15
Criar animais numa vinícola? Aí passou da cota…
4:20
– Mas é na Colômbia, né. – Eu vou explicar por quê.
4:22
Você não pode criar um bicho que voa. Porque ele voa.
4:26
Então você cultiva. Você enterra as perninhas…
4:29
E você deixa ele lá. E ele tenta voar e não sai!
4:33
Tá certo. Excepcional!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s